O que é, como e por que aplicar o Princípio de Pareto

princípio de pareto

Você já sentiu, enquanto realizava uma tarefa, que o que você estava fazendo não teria um resultado tão significante? Ou que você poderia estar fazendo alguma coisa muito mais relevante? Se sim, você precisa conhecer o Princípio de Pareto e entender como ele se aplica com uma incrível precisão para gerenciar o trabalho na sua vida.

O que é Princípio de Pareto

Ele também é conhecido como o termo “80/20”, ou “Regra 80/20”. No Princípio de Pareto o mais importante é entender que a maioria das coisas não são distribuídas de uma maneira uniforme, mas sim com uma regra de 80% e 20%.

Para ser mais específico, aqui se afirma que 80% dos resultados vêm diretamente de 20% dos esforços empregados. Como é um conceito bem amplo, notou-se ao longo do tempo que ele se aplicava em muitas áreas e pode ser usado para aumentar a produtividade e a eficácia. 

Veja alguns exemplos em que podemos aplicar o Princípio de Pareto:

  • 80% da receita de uma empresa vem de 20% do total dos clientes;
  • 20% das publicações em redes sociais geram 80% de seu engajamento total;
  • 80% dos resultados de um projeto vêm de 20% dos esforços.

Ah, uma observação: mesmo que a regra 80/20 seja frequentemente usada em negócios e economia, o conceito é aplicado a qualquer campo – como distribuição de renda, finanças pessoais, hábitos de consumo e até em relacionamentos pessoais.

Como surgiu o princípio de pareto

O Princípio de Pareto surgiu da observação do economista italiano Vilfredo Pareto quando, no início do século XX, ele criou uma fórmula para descrever a má distribuição de renda em seu país. 

O economista viu que cerca de 20% da população tinha 80% da riqueza da Itália. Com o tempo, a aplicação dessa regra se intensificou e chegou até outros cenários, mas com a mesma eficácia.

Mais pra frente, nos anos 40, um famoso consultor de negócios chamado Dr. Joseph M. Juran chamou a Regra 80/20 de Princípio de Pareto (ou Lei de Pareto). 

Ele usou a teoria para pensar sobre a qualidade dos produtos e questões voltadas para a produtividade de empresas. Segundo ele, 20% dos defeitos causam 80% dos problemas na maioria dos produtos, por exemplo.

Como ele pode ser aplicado

Esse fundamento pode ser aplicado em vários casos e, mesmo sem uma matemática exata, (os números não precisam ser exatamente “20%” e “80%”), é importante observar que a maioria das coisas na vida (esforço, recompensa, produção) não são distribuídas uniformemente – algumas contribuem mais do que outras.

Veja alguns exemplos:

  • Produtividade – O Princípio de Pareto pode ser usado de muitos jeitos no que diz respeito à produtividade. Embora seja muito satisfatório dar “check” em um monte de tarefas, o princípio mostra que, se você se concentrar em itens mais importantes (e que geram mais resultados), você trabalha de forma mais eficiente. 

Obs.: Isso não significa que você vai esquecer todo o resto do trabalho, mas é uma questão de prioridades.

  • Clientes – Se a maior parte da receita vem de uma menor número de clientes, a dica aqui é se concentrar nessa minoria e investir o tempo para mapeá-los – e assim encontrar mais clientes parecidos.
  • Cargas de trabalho – As pessoas podem usar o Princípio de Pareto para avaliar suas cargas de trabalho. Você pode descobrir que uma quantidade gigantesca do seu tempo é usada para tarefas simples – e que podem ser até terceirizadas de forma barata.

Por que as empresas devem adotar

O Princípio de Pareto é útil para analisar esforços e resultados. Ele pode ser muito valioso quando aplicado em listas de tarefas ou objetivos. 

Nas empresas, a regra 80/20 pode ajudar a formar uma estrutura sólida para os processos de trabalho e, se bem aplicado, ser uma aliada importantíssima para metodologias ágeis, como vimos aqui.

Gostou do assunto e quer saber mais para encarar os desafios do mercado de trabalho? Descubra aqui na Galícia Educação uma série de ferramentas que irão ajudar no seu desenvolvimento profissional. Conheça nossos cursos da Escola de Gestão e sua aplicação em áreas diferentes do conhecimento.

Ah, e não se esqueça de se inscrever na nossa newsletter para ficar por dentro das novidades por aqui para ler mais conteúdos como esse!

Compartilhe este artigo e inscreva-se em nossa newsletter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos

A comunicação eficaz é uma ferramenta essencial em todos os níveis de uma empresa, mas ela é ainda mais importante quando estamos …

Você também tem a sensação de que está sempre correndo? Mesmo correndo, tem a impressão que não consegue dar conta de tudo? …

Quando foi a última vez que você pensou em planejar seu crescimento profissional? Se nunca fez isso, talvez agora seja a hora …

Skip to content