Como otimizar a gestão de diversidade nas empresas?

diversidade nas empresas

A diversidade nas empresas é um tema cada vez mais em foco. Mais do que nunca, os empregadores estão priorizando iniciativas de diversidade, equidade e inclusão e investindo recursos para garantir que suas equipes sejam mais plurais.

Nesse artigo vamos te mostrar os benefícios tangíveis e intangíveis da diversidade no local de trabalho, os desafios que surgem com ela e o que você pode fazer para otimizar essas iniciativas.

O que é diversidade e como funciona nas empresas?

A diversidade é, por definição, a “qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado; variedade; multiplicidade”. Ou seja, ela fala sobre pluralidade.

Diversidade nas empresas é sobre um quadro de colaboradores composto por pessoas com uma variedade de características – como gênero, religião, idade, etnia, orientação sexual, educação, vivência, local onde se vive e outros atributos. 

E olha só, essa pluralidade no local de trabalho, além de ser muito bom para a sociedade e ajudar a diminuir desigualdades sociais, traz também muitos benefícios – tanto de uma perspectiva interna quanto externa. Vamos ver um pouco mais no tópico abaixo:

Quais os impactos de uma empresa que investe na diversidade?

Ao contratar pessoas de diversas origens, nacionalidades e culturas, a empresa está trazendo uma nova gama de perspectivas para o time. Isso pode levar a benefícios como melhor resolução de problemas e aumento da produtividade. 

Pense nisso como uma caça ao tesouro: você terá mais sucesso enviando todos da equipe na mesma direção? Ou você vai ser mais eficiente ao ter uma equipe que se divide estrategicamente?

A ideia de trazer novas perspectivas para a empresa pode ser intimidante para alguns gerentes de contratação (principalmente os mais conservadores). As pessoas podem temer a introdução de opiniões impopulares. Mas fique tranquilo: uma pesquisa mostrou que diversas equipes veem uma melhoria de 60% nas habilidades de tomada de decisão. 

E tem mais: os funcionários não estão mais simplesmente procurando um emprego. Eles estão procurando um espaço onde possam crescer, se sentir aceitos e ser desafiados. É por isso que uma empresa que adota a diversidade atrairá uma gama mais ampla de candidatos que procuram um lugar para trabalhar. 

Além disso, segundo o último censo publicado na CNN, as gerações millennial e Z são as mais diversas da história – apenas 56% dos 87 milhões de millennials no país são brancos, em comparação com 72% dos 76 milhões de membros da geração baby boomer.

Da mesma forma, um estudo da Glassdoor em 2020 descobriu que 76% dos funcionários e candidatos a emprego relatam que uma força de trabalho diversificada é um fator importante ao avaliar empresas e ofertas de emprego. 

Como resultado, empresas que investem na diversidade têm maior probabilidade de atrair os melhores talentos. É por isso que abraçar a pluralidade é essencial para fazer boas contratações.

Por último, a diversidade no local de trabalho leva à inovação. Se você pensar bem, a correlação faz sentido. Se você tiver um grupo homogêneo de pessoas, é provável que tudo – desde seus padrões de pensamento a experiências de vida e habilidades de resolução de problemas – também seja semelhante. E a mesmice não leva a soluções criativas. 

Por outro lado, um grupo heterogêneo de funcionários contribuirá com perspectivas únicas que podem levar a inovações no pensamento.

4 formas de otimizar a diversidade nas empresas

Trouxemos quatro dicas que ajudarão a promover a diversidade dentro das empresas, com algumas ações que podem ser tomadas, são elas:

  1. Maior atenção nos processos de recrutamento

Para fazer contratações mais justas, é preciso parar de procurar funcionários sempre no mesmo nicho. Ou seja, se você procura sempre fazer o processo de seleção com alunos de uma determinada faculdade X ou Y, ele se limita. 

Além disso, abrir vagas direcionadas para minorias é uma forma de pluralizar o time. A empresa Magazine Luiza tem sido referência nesse tipo de política, abrindo por exemplo um programa de trainee direcionado apenas para pessoas negras.

Outro exemplo são políticas de contratação por idade, onde abrem-se vagas para pessoas acima da idade média das contratações e que têm mais dificuldade para voltar ao mercado de trabalho.

  1. Faça uma avaliação do quadro de funcionários

Analise o seu quadro e tente achar semelhanças em seus funcionários que o levaram à contratação. Faça um diagnóstico claro e objetivo, a aplicação do mesmo na hora de contratar evita que vieses inconscientes te levem sempre para o mesmo lugar.

Um artigo publicado na Harvard Business Review no ano passado fala bastante sobre isso: 

“Ao coletar e analisar dados sobre diversidade ao longo do tempo, comparando esses números com os números de outras organizações, as empresas podem aumentar a responsabilidade e a transparência em relação às questões de diversidade. Digamos que uma empresa tenha uma representação muito menor de mulheres em cargos gerenciais em relação ao mercado de trabalho local, empresas semelhantes e/ou aos objetivos da corporação. Essa deficiência identificada pode levar ao estabelecimento de metas concretas sobre números e prazos para aumentar a representação das mulheres na gestão.”

  1. Zele a cultura organizacional

Não basta a contratação. O ambiente de trabalho reflete diretamente nos resultados finais – e ele precisa ser coerente com a política de diversidade. Se importar em como sua equipe chegou até lá, abre espaço para saber se existe algum sentimento de exclusão de pessoas ou grupos dentro do ambiente de trabalho.

  1. Faça um investimento na comunicação interna

Uma equipe consciente pode levar a empresa além, mas sabemos que isso não acontece de uma hora para outra. Então invista em treinamentos sobre conscientização para que a diversidade não seja apenas um valor da empresa, mas de seus colaboradores também.

A diversidade é uma questão impossível de ignorar se você deseja ser um líder do futuro e se destacar no mercado de trabalho. Sabendo da importância do tema, desenvolvemos um módulo sobre ele no curso Gestão de Pessoas – Liderança em novos tempos. Saiba um pouco mais sobre isso aqui na página do curso!

Ah, e não esquece de assinar nossa newsletter para receber conteúdos como esse direto no seu e-mail e ficar por dentro de todas as tendências do mercado.

Compartilhe este artigo e inscreva-se em nossa newsletter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos

Você já parou para pensar qual é o “segredo” de empresas gigantescas, que se tornaram cases de sucesso e faturam cada dia …

É preciso encarar os fatos: ter um processo de recrutamento em que você encontra e seleciona os melhores candidatos não é tão …

A capacidade de liderar é um talento inato ou pode ser aprendido? Nos últimos anos muitas empresas estão entendendo que o potencial …

O Head de Conteúdo da Galícia Educação, Paulo Lira, participou de uma reportagem para o Correio Braziliense dando o seu parecer sobre …

Quem já abriu um negócio sabe que não tem jeito: os primeiros clientes são os amigos, parentes e indicações. Isso é realmente …

Com a operação, Edtech cumpre plano de negócio traçado para 2021 e multiplica suas metas.  A Galícia Educação, primeira escola que nasceu totalmente digital …

Skip to content