Como ter uma comunicação assertiva em tempos de home office?

comunicação assertiva

A comunicação eficaz é uma ferramenta essencial em todos os níveis de uma empresa, mas ela é ainda mais importante quando estamos em tempos incertos. A pandemia colocou esse assunto em foco e por isso hoje vamos falar um pouco mais sobre ela que pode ser sua grande aliada no trabalho remoto: a comunicação assertiva.

O que já vinha aumentando nas últimas duas décadas se consolidou no último ano e hoje pelo menos 43% das empresas brasileiras trabalham em home office, segundo uma pesquisa feita pela empresa de consultoria BTA. 

Um dos desafios desse novo cenário é ter uma comunicação eficaz entre as equipes, lideranças e clientes. A falta dela pode levar a muitos prejuízos, desde diminuição de produtividade até acúmulo de funções e estresse em todo o time.

Então vamos lá, entenda o que é a comunicação assertiva e como você pode usá-la da melhor forma em tempos de home office:

Comunicação assertiva: o que é exatamente?

A comunicação assertiva é definida como “ a capacidade de falar e interagir de uma maneira que considere e respeite os direitos e opiniões dos outros, enquanto também defende seus direitos, necessidades e limites pessoais ” (Pipas & Jaradat, 2010, p. 649).

Claro que a comunicação assistiva não é apenas o que você diz – sua mensagem – mas também como você diz. O intuito é falar de maneira direta e respeitosa. 

No trabalho remoto, é comum que a equipe se comunique por mensagens de texto e por reuniões de vídeo (muitas vezes sem câmera). Por esses meios, principalmente quando você não está vendo a pessoa com quem está falando, é muito mais difícil “sentir” a intenção na fala.

Sendo assertivo, você tem mais chance de transmitir a mensagem com clareza porque as pessoas estarão mais focadas no conteúdo da fala do que reagindo a sua entrega – o que é super normal quando as pessoas falam de maneira passiva ou agressiva.

Comunicação não assertiva: quais os impactos?

Uma comunicação não assertiva tem dois lados que podem ser extremamente prejudiciais tanto na vida profissional quanto pessoal. Veja:

  • Comunicação passiva

Um artigo da Forbes publicado recentemente mostrou um exemplo de como a comunicação passiva pode ser prejudicial para a vida pessoal. Ele conta a história de uma mulher que decidiu tirar a sexta-feira para trabalhar em casa e que assim teria a possibilidade de fazer aulas de yoga às 18h. Porém, toda sexta um membro do time decidia fazer uma reunião de última hora.

Ela mandou um e-mail sugerindo que a reunião fosse feita no começo da semana que dizia assim: “Você não acha que essas reuniões seriam mais produtivas no início da semana?”. Ele não respondeu.

A reunião só deixou de acontecer quando ela foi muito clara e disse: “Não estou disponível para reuniões às sextas-feiras. No entanto, como essas preocupações tendem a surgir todas as semanas, estarei adicionando uma reunião recorrente ao calendário de nossa equipe na quinta-feira para lidar com esse avanço. Eu dei uma olhada nos calendários de todos. Parece que está aberto às 14h ou 15h. Por favor, responda com sua preferência.”

Percebe a diferença? No e-mail anterior, a comunicação passiva não estava estabelecendo um limite e dizendo o que ela realmente queria dizer. 

Isso pode ter efeitos muito nocivos para a saúde mental, pois você vai aceitando tudo para não causar um mal estar no trabalho mas acaba sobrecarregado e nunca tem sua opinião realmente levada em consideração.

  • Comunicação agressiva

Agora considere o outro lado. Se o seu estilo de comunicação for agressivo, você pode parecer uma pessoa que desconsidera as necessidades, sentimentos e opiniões dos outros. 

Pessoas muito agressivas intimidam os outros e podem até ser ameaçadoras. Essa comunicação mina a confiança e o respeito mútuo, então sua mensagem nunca vai ser mais importante do que a forma como você está falando.

Com o tempo, o comportamento agressivo prejudica os relacionamentos, o que torna difícil para você ter seus objetivos e necessidades atendidos.

Dicas práticas para uma comunicação assertiva em tempos de home office

Veja algumas formas de manter uma comunicação assertiva no home office com as dicas abaixo:

Alinhamento de expectativas

No home office (e ainda mais nos tempos incertos que estamos passando) é importante deixar as expectativas claras. Em relação a comunicação, o sugerido é estabelecer a forma com que o time irá se comunicar em cada situação. 

Por exemplo: reuniões serão para assuntos x; e-mails serão os assuntos y e mensagens rápidas de chat serão para assuntos z.

Fala clara e objetiva

Diga o que precisa ser dito sem se explicar demais. Uma ideia para fazer isso com eficiência em reuniões é fazer uma lista com tudo o que você precisa dizer e para quem aquela mensagem será direcionada.

Empatia

Tente entender como a outra pessoa (ou o time) vê a situação. Depois de considerar o ponto de vista do outro, expresse o que você deseja. A comunicação é uma via de mão dupla, então não adianta somente um lado funcionar com eficácia.

O uso das câmeras como aliado

Nós sabemos que não é todo dia que você se sente confortável ou quer ligar a câmera nas reuniões. Mas ela é uma grande aliada na comunicação e as expressões faciais ajudam ainda mais a manter uma comunicação assertiva. 

Para manter relações com novos funcionários  o uso das câmeras é ainda mais efetivo, já que as pessoas não se conhecem pessoalmente.

Além disso, em tempos de pandemia, onde reduzimos o contato com muitas pessoas que gostamos, é bom ver um rosto amigável de vez em quando.

Reuniões diárias e/ou semanais

Reuniões regulares de alinhamento são bem importantes para a informação fluir na empresa e todos conseguirem se comunicar de forma assertiva. 

Reserve um horário todos os dias (ou semanas, dependendo do trabalho) para bater os pontos dos projetos e discutir tarefas mais importantes. Mesmo que essas reuniões sejam curtas, elas podem ajudar muito na rotina do home office.

Quer receber mais dicas de gestão e produtividade? Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos no seu e-mail. Além disso, você também pode conhecer os cursos da Galícia Educação e se tornar um especialista  na área de gestão, acesse aqui!

Compartilhe este artigo e inscreva-se em nossa newsletter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Mais artigos

Você já parou para pensar qual é o “segredo” de empresas gigantescas, que se tornaram cases de sucesso e faturam cada dia …

É preciso encarar os fatos: ter um processo de recrutamento em que você encontra e seleciona os melhores candidatos não é tão …

A capacidade de liderar é um talento inato ou pode ser aprendido? Nos últimos anos muitas empresas estão entendendo que o potencial …

O Head de Conteúdo da Galícia Educação, Paulo Lira, participou de uma reportagem para o Correio Braziliense dando o seu parecer sobre …

Quem já abriu um negócio sabe que não tem jeito: os primeiros clientes são os amigos, parentes e indicações. Isso é realmente …

Com a operação, Edtech cumpre plano de negócio traçado para 2021 e multiplica suas metas.  A Galícia Educação, primeira escola que nasceu totalmente digital …

Skip to content